Hey Jude + Paul Macca =Dia das crianças

Hey Jude + Paul Macca =Dia das crianças

Quando criança, com mais ou menos 7/8 anos de idade uma das nossas brincadeiras preferidas era ficar ouvindo música, dançando e imitando os artistas e radialistas.
Eu ficava horas cantando, cantarolando o tão famoso “Naaaaa na na nanananaaaaa… Hey Jude”.
Na época o Kiko Zambianchi fez uma versão em português dessa música e ela virou tema novela,  também foi uma das primeiras que aprendi a tocar no violão.
Eu ficava alí, cantando e pensando na letra… meus planos era: quando eu ficar grande eu ser um cantor e o meu nome artístico será “Hey Jude”. Um sonho de crianças…

Tenho um carinho grande por essa lembrança, hoje é o dia das crianças, amanhã será  o show do Paul MacCartney em Porto Alegre e eu sigo pensando:
“Hey Jude, não fique assim
Sabe a vida, ainda é bela
Esqueça de tudo que aconteceu
Amanhã será um novo dia”

As Canções | ao vivo

As Canções | ao vivo

As Canções
Música de abertura do show “Caminho”, difícil não engasgar ao ver todo o trabalho de anos sendo lançado oficialmente. Difícil não tremer a voz com um milhão de coisas passando pela cabeça durante muitos dias… de repente é só a música, a platéia, meus amigos, eu e a música. “As Canções”, música que fala muito de mim e expressa de forma muito pura a relação que eu tenho com a arte.
De qualquer forma me desculpem pelas “engasgadas”, desafinadas, aceleradas. Meu coração tava batendo rápido, minha alma cantando com puro sentimento e andava/ando com muitas coisas “entaladas”, prontas pra colocar pra fora

Coisas da vida #1

Coisas da vida #1

Li agora a pouco em uma postagem e fiquei (novamente) pensando sobre… “Indiferença é um bost***”
 
Fico pensando naquela simples tentativa de ajudar ou tentar ser gentil e a pessoa simplesmente não dar a mínima, ela ignora. Também fico pensando naquela mensagem que enviei com todo carinho tentando espalhar o meu trabalho e o cara não foi nem capaz de dizer “não gostei, fica pra próxima” ou um simples “não”.
 
Nos últimos anos tenho pensado muito sobre essas coisas e em quantas vezes fui assim,por falta de entendimento sobre algumas coisas da vida, outras por falta de paciência/tempo, as vezes sem querer ou por simplesmente por não saber o que dizer… é difícil dizer não.
 
Percebi e acredito firmemente que a indiferença anda ao lado do ego super faturado.
 
Que a gente tome cuidado para não ser assim, indiferença é uma bosta e machuca de verdade.

Recuo

Recuo

Lanço mil pedras sem pensar
Resumo angustias, me ponho a gritar
Encontro mais pedras em meu caminho

De longe posso ver
Até mesmo o que de melhor sei fazer
Recuo

Para cada muralha um escadaria
Um outro lado para descobrir

Por que não me dar de presente um vida mais calma?

 


CP – 31.08.2017

20 de agosto de 2017

20 de agosto de 2017

Estou lendo as mensagens, olhando as postagens, fotos vídeos… relembrando e me arrepiando com cada lembrança.
Tenho certeza que vivi ontem o momento mais importante e emocionante da minha história como músico e compositor.

Pirei (mais uma vez) na ideia de lançar um disco com minhas músicas, grudei na vontade de fazer um show novo e completo para lançar esse disco. Sem muitos recursos fui atrás de patrocinadores e apoiadores que abraçaram o projeto, divulgamos, o público topou a ideia, esgotamos os ingressos um dia antes do evento.
No meio de tudo isso um turbilhão de sentimentos, sonhos, ansiedades, duvidas, medos, muuuuitos medos, amor, amor pela música, pelos meus amigos, músicos, produtores, técnicos.
Sou honrado em ter tantos amigos talentosos em todas as partes.

Me sinto abençoado pelo o que aconteceu ontem no show de lançamento do “Caminho”, ver o teatro lotado, amigos e novos amigos cantando, dançando, sentindo as músicas.

Ao público o meu muito obrigado, obrigado por terem alimentado o show, obrigado pelo respeito com o meu trabalho, convidados, com as músicas novas, as “velhas”. obrigado por terem ouvido e SENTIDO elas. Esse é o melhor pagamento que um artista pode ter.

Aos amigos que trabalharam obrigado pelo amor em cada função, em cara situação, amor e respeito para resolver qualquer imprevisto. Sou fã de todos vocês.

Aos meus amigos da banda, Daniel SeimetzThiago Heinrich Régis MoewiusÁlvaro Paz, vocês são TUDO, o chão de todas as músicas, sem vocês seria impossível. Obrigado pela dedicação, pelos ensaios, por acreditarem em mim e nos meus planos/sonhos.

Aos convidados obrigado por completarem o palco com a arte de vocês, cada um faz parte do meu coração e do meu carinho pela música. Adoro vocês!

Aos patrocinadores e apoiadores, obrigado por acreditarem no meu trabalho e no trabalho de todos profissionais envolvidos. Vocês tem o nosso respeito e a nossa admiração por acreditarem na música, na arte, em um mundo melhor.

Amigos, OBRIGADO!

“Somos pó, somos nós, a mesma massa, somos iguais… juntos somos mais fortes””

Foto: Diego Scheid

5 ou +

5 ou +

Essa semana então é o show de lançamento do “Caminho”, meu terceiro trabalho com músicas autorais.
Um verdadeiro mar de sentimentos, a paixão pela música misturada com a necessidade de cantar/dizer algumas coisas, mais a luta eterna que é seguir nessa profissão, mais o apoio e o abraço de inúmeras pessoas…
Junto com isso tudo o fechamento de mais um ciclo e todos os pensamentos que isso traz.
Essa semana é show de lançamento do meu terceiro disco e esses “tempos” me deram ideias e assuntos para mais
uns 5 novos trabalhos. Farei!!

Rafa Malenotti e o Caminho

Rafa Malenotti e o Caminho

Rafael Malenotti e a Acústicos & Valvulados é referencia desde as minhas primeiras bandas, isso lá no final dos anos 90. Depois, por sorte e uma ajuda dos “Deuses do Rock” tive alguns anos aulas práticas de rock n’ roll com os caras, trabalhei com a banda na turnê “Acústico Ao Vivo e a Cores”… bom, são muitas histórias, muita inspiração.
No “Caminho” Rafa gravou a faixa “Ela Sabe Sabe” e com isso tive uma das grandes alegrias na minha história com a música.


Quem conhece o Rafa pessoalmente sabe o coração gigante que esse cara tem e paixão que ele carrega pela música, pelo rock. Quem acompanha o trabalho dele conhece um dos maiores “bandleader” do rock nacional.
Rafa obrigado por essa honra, obrigado por abraçar e alimentar o meu caminho.