Como Napoleão – ao vivo Estúdio Gaia

Como Napoleão – ao vivo Estúdio Gaia

“Quando eu mudar não vem dizer que eu cansei…”
Simples frase que inicia uma das músicas que mais gosto de ter feito e curiosamente é uma das músicas que as pessoas mais me falam “eu gosto desse som”.

Foi composta em um momento de grande tristeza, muitas duvidas e uma vontade muito grande de mudanças, sim, ela é triste.

Tem esse “flerte” com o personagem “Napoleão Dinamite” (Napoleon Dynamitedo filme que leva o mesmo nome.
Quando assisti o filme fiquei muitos dias pensando sobre o personagem, em vários momentos me identifiquei com ele.

A letra dessa música  é altamente alto biográfica (como quase todas que escrevo) além de citar o personagem do filme, misturo situações que na época estavam acontecendo, pensamentos e conversas com amigos, como: “Eu tenho braços de ferro, mas um coração aberto” e “se eu vivo no mundo da lua é para estar mais perto do sol”.

Tenho total consciência que são frases que muitas vezes fazem sentido apenas para mim, tudo bem, cada vez que canto é como se estivesse lavando a alma. Bom, ta aí um bom motivo para cantar…

Viajando nesse pensamento deixo a pergunta:
Existe função melhor para música do que lavar a alma??

Um bom final de semana para todos.
seguimos cantando…

Abraços, Chico.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *